fbpx
Contato:: +55 21 99790-5059
+0800 123 4567
 

Mas afinal, como ir para Portugal?

Home » Cidadania Portuguesa » Mas afinal, como ir para Portugal?

Uma saída cada vez mais comum para os brasileiros

 

Cada vez mais brasileiros estão buscando uma maior qualidade de vida, conforto e segurança para suas famílias. Com isso em mente, muitos optam por Portugal como opção, já que é possível validar o diploma de graduação, os custos de vida são menores, a infraestrutura é melhor, o país faz parte da União Européia, se fala português e já residem, legalmente, mais de 110 mil brasileiros no país.

Existem, contudo, algumas exigências que precisam ser cumpridas para se morar no país Luso. Primeiramente é preciso pleitear uma cidadania portuguesa ou um visto de residência.

O visto de trabalho pode ser adquirido através de promessa de contrato emitido por uma empresa. Vale por 120 dias e, em Portugal, é trocado por uma autorização de residência de um ano, devendo ser renovada de dois em dois anos.

Para o visto de estudante, é exigido a comprovações de matrícula e de capacidade de se manter durante o período e pode renovado anualmente. Vale ressaltar que várias Universidades aceitam a nota do ENEM.

O visto para aposentados ou titulares de rendimentos é concedido àqueles que comprovarem possuir um rendimento estável (pensões, aplicações financeiras, imóveis), com ganhos em valor igual ou superior ao salário mínimo local, ter lugar para morar e apresentar seguro médico internacional.

Já a cidadania portuguesa pode ser solicitada por três meios principais:

Por laços familiares, ou seja, se você for filho, neto ou cônjuge de português por mais de 3 anos;

Por descendentes de judeus sefaraditas que comprovem ter antepassados que viveram ou passaram por países da chamada “Rota de Fuga”;

Por Investimento, também conhecido como Golden Visa. Nessa modalidade, o requerente não precisa ter nenhum vínculo com Portugal, desde que tenha 500.000€ ou mais para investir no país comprando um imóvel, por exemplo.

Com essa última modalidade é possível, após comprar o imóvel, deixá-lo para alugar sem problema algum e, aos poucos, ir recuperando seu invertimento. Assim, além da nacionalidade, é possível obter uma nova fonte de renda proveniente da Europa.

Seja para obter a nacionalidade ou para diversificar seus investimentos, Portugal é, sem dúvida, a saída segura para um futuro melhor.

Posted on